Efetivo – Assistente Administrativo – GIZ – Brasília, DF

0
322
vagas relaçoes internacionais
GIZ

Sobre a vaga

O Núcleo Administrativo (NADM) tem como objetivo cumprir as normas e regras da GIZ e prestar o apoio necessário para a realização dos projetos da melhor forma possível.

Requisitos 

  • Ensino superior completo em Relações Internacionais, Comércio Exterior, Administração, Turismo, Hotelaria ou áreas afins;
  • Experiência prévia em atendimento ao público e rotinas administrativas envolvendo logística;
  • Conhecimento do pacote MS-Office;
  • Domínio obrigatório da língua inglesa e espanhola, familiaridade com a língua alemã será um diferencial;
  • Competências: trabalho em equipe, iniciativa, dinamismo, flexibilidade para lidar com demandas prioritárias e urgentes, boa comunicação, organização, agilidade, pró-atividade, dedicação, responsabilidade e comprometimento.

Atividades

  • Elaborar, analisar e acompanhar contratos de consultorias e prestação de serviço;
  • Organizar viagens;
  • Realizar as atividades que envolvem eventos, seminários, reuniões e oficinas, tais como: pesquisar preços e locais, entrar em contratos com fornecedores, efetuar toda a documentação para as contratações, acompanhar o evento, assessorar os projetos, executar o processo de pagamento e verificar as possíveis pendências;
  • Atuar em aquisições nas fases de compras, pesquisas, atualização de cadastro e de preparação de documentos;
  • Preencher e conferir os carimbos contábeis da GIZ;
  • Acompanhar pendências, cartas de orientações e auditorias internas;
  • Apoiar na atualização do Manual Operacional da GIZ-Brasil e auxiliar na inserção de informações na Lista de Observações da Agência e Núcleo Administrativo.

Informações Adicionais 

  • Carga horária: 8 horas diárias;
  • Regime de contratação CLT.

Ficou interessado? Então clique aqui para saber mais.

Cadastre-se agora para ter acesso a mais oportunidades de todas as regiões do país! Clique aqui

COMPARTILHAR
O mais completo site brasileiro sobre o mercado de trabalho em Relações Internacionais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here