Como Mudar Hábitos

0
265

Como disse Aristóteles, nós somos o que fazemos repetidamente. Sendo assim, os nossos hábitos possuem um poder enorme em nossas vidas. Segundo uma pesquisa da Universidade Duke, nos Estados Unidos, os hábitos fazem parte de 40% do nosso dia. Em outras palavras, passamos quase metade do nosso tempo no piloto automático, tomando decisões baseadas em ideias já estabelecidas em nosso inconsciente.

Desse modo, é preciso tomar cuidado e cultivar hábitos de sucesso se quisermos conquistar nossos objetivos. No entanto, criar um  hábito não é uma tarefa fácil, ainda mais porque boa parte deles são formados enquanto somos crianças. Não é à-toa que várias ciências estudam formas de adquirir ou de se livrar de hábitos.

Segundo o autor de “O Poder do Hábito”, Charles Duhigg,  “transformar um hábito não é necessariamente fácil ou rápido. Mas é possível.”. Para escrever seu livro, Duhigg reuniu centenas de pesquisas de centros de excelência de países como os Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Alemanha e entrevistou mais de 300 pessoas, entre pesquisadores e executivos, de empresas como Google ou Microsoft. No Brasil, o livro entrou na lista dos mais vendidos.

Mas,  se criar um hábito ou mudá-lo é algo tão difícil, o que devo fazer? Primeiro, faça anotações sobre seus hábitos e seja muito claro com o que você quer mudar. Ter em mente o por quê você quer alterar o hábito em questão faz total diferença. Com um propósito forte e bem definido, suas chances de recuar são menores.

Dividir a meta de mudança de hábito em metas menores também ajuda muito. Não tentar mudar vários hábitos ao mesmo tempo, faz com que a rotina fique menos desgastante e o novo hábito mais prazeroso. Além disso, especialistas indicam que o melhor caminho de mudar um hábito é substituindo-o por outro.

Outra dica valiosa para esse processo é: tenha por perto pessoas que se importam com você e sabem da importância dessa mudança de hábito na sua vida. Assim, elas podem te ajudar a não se sabotar e quando você não estiver tão motivado para continuar, terá pontos de apoio.

Assumir publicamente o compromisso de mudança de hábito, seja no grupo de amigos da faculdade, do trabalho ou até em suas mídias sociais também pode te ajudar e te manter motivado.

Assim, é preciso ter em mente que hábitos de sucesso não surgem rapidamente . Eles são difíceis de serem formados, pois, requerem planejamento, consistência e disciplina, mas uma vez instalados, tornam sua vida infinitamente melhor. Afinal, nós somos produto dos nossos hábitos!

E lembre-se sempre: o caminho de mudança de hábito não é uma linha reta. É claro que devemos dar o nosso máximo, fugir de situações que servem de gatilhos e aprender a conviver com sabotadores, mas não espere acertar 100% durante o processo! Como tudo na vida, o mais importante é não desistir e mudar o mindset para acreditar que não falhará novamente na próxima tentativa!

Mas o que os hábitos têm a ver com a minha carreira? Sem dúvida, mais do que você pode imaginar! O mercado de trabalho está em constante movimento e, por esse motivo, é importante que os profissionais estejam sempre reciclando e desenvolvendo suas habilidades técnicas e intelectuais de modo a aprimorar sua produtividade!

Saber quais são os hábitos de profissionais populares no ambiente de dentro e fora do trabalho é importante para conquistar aquela tão sonhada vaga no mercado de trabalho. Dentre eles, podemos citar: desenvolver uma atitude positiva a respeito das coisas, ter paciência e mente aberta para novas ideias e argumentos, prestar atenção no que seus colegas de trabalho dizem e deixar a procrastinação de lado.

Além disso, ser proativo e desenvolver hábitos que ajudem a melhorar sua comunicação, inteligência emocional e suas habilidades de negociação podem fazer você ir longe.

Veja mais um pouco sobre o assunto em mais um vídeo da nossa série de Comportamento e Carreira. Confira abaixo:

E você, o que tem feito para instalar hábitos de sucesso na sua vida? Conta para a gente!

Esse post foi produzido com a ajuda da estudante de Relações Internacionais da UFRJ e Colaboradora Voluntária Giovanna Soares.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here