Green Zone: poder e imprensa na guerra contra o terrorismo

0
459

Inserido no contexto da guerra contra o terror travada pelos EUA no Oriente Médio, Green Zone aborda a busca por armas de destruição em massa no Iraque, fato que justificou a invasão estadunidense em 2003 pelo governo de George W. Bush.

Embora produzido por Hollywood, o filme possui um tom crítico ao governo Bush. Tenta evidenciar os motivos políticos da invasão, que não se limitavam a combater o terrorismo. O filme é inspirado em fatos reais e conta com a excelente atuação de Matt Damon no papel principal, como o tenente Roy Miller que, ao fazer as batidas nos pontos indicados pelo serviço de inteligência dos EUA no Iraque não encontra nenhuma das armas de destruição. A partir disso, ele inicia uma busca pelo verdadeiro motivo desta guerra.

O filme também é muito interessante para mostrar o papel da imprensa no contexto de guerra contra o terrorismo. Na busca desesperada por vender notícias, perde-se a preocupação em verificar se as fontes são confiáveis e se os fatos publicados são verídicos.

O diretor Paul Greengrass, especialista em narrativas com toques documentais em histórias muito envolventes e dinâmicas, repete a bem-sucedida dobradinha com Matt Damon realizada nos últimos filmes da trilogia Bourne. Outro ponto máximo do filme é que, para dar veracidade às filmagens, Matt foi um dos poucos atores a representarem os soldados que invadiram o Iraque. Todos os demais membros do exército são ex-militares que participaram de fato da guerra, o que garante ainda mais emoção, dinamicidade e realidade à trama.

Assista ao trailer legendado:

COMPARTILHAR
O mais completo site brasileiro sobre o mercado de trabalho em Relações Internacionais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here