Poder, comportamento e Relações Internacionais

É possível associar o que aprendemos na graduação com situações cotidianas? Veremos neste post que essa possibilidade existe e deve ser explorada. Dando continuação à série sobre Comportamento e Carreira, hoje falaremos sobre poder.

0
282

Um dos objetivos do WR? é aproximar a teoria da prática, ou seja, é trazer o que aprendemos na graduação para o nosso dia-a-dia. Desta forma, procuramos abordar a ideia de poder para além dos marcos teóricos das Relações Internacionais, focando em como ela também pode ser pensada a partir de uma ótica comportamental.

O poder é, em geral, relacionado à coerção, ao que nas Relações Internacionais é conhecido como hard power. Sendo assim compreendido como forma de impor sua vontade sobre outra pessoa. Porém, sabemos que o poder não se exerce apenas pelo uso da força. A imposição de vontade pode se dá além disso, pela capacidade de atração, através do soft power.

No nosso dia-a-dia o poder está presente em quase todo lugar, dos relacionamentos familiares à um pedido de promoção ou aumento de salário. Apreender os tipos e formas de poder é um importante modo de autoconhecimento. Apoderar-se deles, por outro lado, é uma importante estratégia de ação profissional.

Compreender o seu poder portanto, é uma forma de tentar transpor para seu cotidiano temas que, por vezes, achamos que se restringe à graduação e a partir de então transformar o seu entorno. Entender em que momento usá-lo e de que forma poderá ser a chance de transformar uma oportunidade em algo concreto.

O vídeo abaixo traz uma reflexão interessante sobre esse assunto. Assista e não deixe de compartilhar sua opinião com a gente.

Esse artigo foi produzido com a ajuda da estudante de Relações Internacionais da UFF e Colaborada Voluntária Julie Guedes.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here