CRIE UM PERFIL MATADOR NO LINKEDIN E ENCONTRE O EMPREGO DOS SONHOS

0
1355

* Por Guilherme Guedes

PARTE 1

Imagine um país de 467 milhões de habitantes. Nele, as pessoas estão constantemente procurando trabalho ou oferecendo empregos, aprendendo e ensinando, e buscando se conectarem umas com as outras. Imagine também que nesse país nasçam cerca de duas pessoas por segundo e que nele não existam fronteiras.

Esse país é o LinkedIn, a maior rede social profissional do mundo. Lançada em 2003, somente na América Latina são mais de 65 milhões de usuários. A empresa atualmente possui mais de 10 mil funcionários full-time e escritórios em mais de 30 cidades, sendo que em 2010 eram apenas 500 funcionários.

Sede do LinkedIn em Mountain View, California

De acordo com o CEO Jeff Weiner, a missão da empresa é “criar oportunidades econômicas para todos os membros da força de trabalho global.”. O LinkedIn quer mapear a economia global de uma forma nunca antes feita, e através da conexão entre oportunidade e talento, criar oportunidades em escalas massivas para as 3 bilhões de pessoas que compõem essa força.

Seja nacional ou internacional, o LinkedIn pode te ajudar a conseguir um estágio, o seu primeiro emprego ou mesmo o emprego dos seus sonhos. A maior e mais famosa rede profissional do mundo tem a capacidade de te projetar e fazer com que você seja visto, mas para isso alguns pontos devem ser observados, e o mais importante: cuidado redobrado na hora de adicionar informações ao seu perfil.

Dentro do LinkedIn existem várias ferramentas e funcionalidades que para nós, Analistas Internacionais, são de extrema utilidade. É muito comum que procuremos por estágios, intercâmbios em organizações internacionais e emprego fora do país, principalmente em organismos como ONU, BID, CEPAL e outros. Todas essas instituições estão presentes no LinkedIn, seja em páginas oficiais ou em perfis de funcionários, sejam eles diretores, presidentes, estagiários etc.

Para tirar o melhor proveito possível da rede é essencial que você tenha atenção a alguns pontos relevantes, os quais detalhamos  abaixo:

ESCREVA SOBRE VOCÊ ANTES DE COMEÇAR O PERFIL

Caso você já tenha um perfil no LinkedIn, pode fazer esta etapa mesmo assim.Isso vai te ajudar a melhorar o conteúdo que você colocou online. Escreva em um documento separado algo sobre você. Lembre-se de suas experiências passadas, seus cursos, viagens, projetos. Não se esqueça de focar nos resultados dos projetos e cursos que você fez, detalhando o QUANTO e COMO aquilo foi bom para sua vida pessoal e profissional. Resultados de vendas, de projetos criativos, de empreendimentos, de concursos, tudo é válido. Você faz algum esporte, se dedica a algum tipo de arte ou tem um hobby? Escreva isso também! É interessante para a pessoa que vê o seu currículo saber que você é capaz de correr uma meia maratona, treina e ensaia violino em uma escola de música ou fez um curso de Photoshop.

Para essa parte, imagine que um entrevistador te diga estas três coisas a seguir e faça um texto corrido com isso. Quanto mais informações melhor.

1) “Conte-me mais sobre você.”

Essa é uma pergunta muito ampla, mas esse exercício ajuda não só a criar o seu perfil no LinkedIn, como também a se conhecer melhor e a se preparar para entrevistas e perguntas-surpresa. Simplesmente escreva o que vier à sua cabeça.

2) “Como você pode ajudar a minha empresa?”

Essa pergunta é complicada, mas excelente. Aqui você tem a oportunidade de mostrar como suas características, habilidades, talentos, soft skills e personalidade serão úteis para o trabalho. Não importa o cargo e o tipo de empresa, responder isso de forma bem detalhada é uma ótima maneira de saber até onde você pode chegar, seus diferenciais e seu potencial. Isso exige autoconhecimento, e quanto maior for o seu, melhor.

3) “Como você se vê daqui a X anos?”

É muito importante que você saiba o que quer fazer da sua vida. Aqui você pode indicar os rumos que quer dar para sua vida profissional, que tipos de trabalhos e atividades te apaixonam e fazem com que você possa construir uma carreira. Lembre-se que uma carreira não é somente passar por cargos em uma mesma empresa! Uma carreira é mais que isso, é o rumo que você toma e as decisões que isso envolve como, por exemplo, cidades e países que você vai morar, cursos que vai fazer, empregos que você vai procurar, redes de contato que você vai construir. A ideia aqui é que você saiba onde quer chegar como profissional e pessoa. Que tipo de trabalhador você vai ser, que tipo de colega e como, em sua trajetória, você vai aportar para os que te rodeiam. Para escrever isso imagine que você tenha que responder à seguinte pergunta: “Como seus chefes, colegas, amigos e familiares te descreverão como profissional?”.

Seja sincero com você mesmo e tente tirar o máximo de informações de sua cabeça e colocá-las no papel. Peça para alguém de confiança ler e te dar um feedback, isso te ajudará muito. Você também pode contratar um de nossos planos e ter esse tipo de ajuda profissional, que te guiará no processo.

CLIQUE AQUI E CONHEÇA OS NOSSOS SERVIÇOS

RESUMO

Resuma as informações que você colocou nesse texto, isso facilitará o eu trabalho de colocá-las no perfil. Não é interessante que seu perfil tenha informações muito longas, e sim relevantes. Não deixe nada importante de fora também.Resuma de forma a transmitir claramente a informação sem precisar escrever coisas desnecessárias.

FOTO DE PERFIL

Fotos são uma maneira exclusiva e íntima de você se mostrar para ser encontrado. Como em quaisquer outras redes públicas, lembre-se de que a foto precisa ter boa qualidade, bem enfocada e enquadrada, para que você possa ser visto. Fotos com família, parceiros e amigos devem ser deixadas para outras redes sociais.

Tente escolher uma foto de perfil respondendo a esta pergunta: “Como você estaria em seu ambiente de trabalho?” Você não precisa necessariamente colocar uma foto sentado em uma mesa de escritório, ou fingindo que está falando ao celular. O que é de bom tom é que você possa mostrar-se como estaria em seu dia-a-dia de trabalho, mas sem necessariamente estar trabalhando.

Vale colocar fotos suas junto a animais? Claro! Se você trabalha com animais, nada mais justo que isso apareça em sua foto, apesar de não ser uma regra. Tente ser simples e minimalista: os empregadores querem ver você, esse é o objetivo principal. Não peque pelo excesso!

FOTO DE CAPA

A foto de capa pode mostrar mais do que você faz, seus hobbies, algum talento, ou seu ambiente regular de trabalho. Aqui é o lugar onde você pode mostrar um pouco mais da rotina da sua profissão, ou algo em que você pratica ou acredita (desde que isso não entre em conflito com suas expectativas de trabalho). Seja criativo e deixe que as pessoas vejam um pouco mais da sua vida!

FOTOS RELACIONADAS

Poucas pessoas sabem ou utilizam essa função, e você deveria utilizá-la sempre! Quando se adiciona um trabalho, uma experiência ou formação acadêmica, você pode colocar fotos além da descrição de seu cargo, período em que trabalhou (ou trabalha) e a empresa. Aproveite esse espaço para colocar fotos de premiações, fotos do local de trabalho, da sede da empresa, de trabalhos relacionados.

Tenha em mente que isso NÃO É um portfólio! Se você carregar demais seu perfil com fotos, pode ser que fique difícil para alguém navegar pelo seu perfil e isso também pode confundir quem está visitando sua página. Adicione fotos pontuais que tenham relevância ou que sirvam se comprovação do trabalho que você disse ter feito ou estar fazendo.

ATENÇÃO: Algo que NUNCA é recomendado, em nenhuma rede social, é colocar fotos com os filhos e/ou menores de idade. Isso envolve temas de segurança e não faz de você um melhor profissional. Se você quer publicar fotos de seus familiares e filhos faça isso em redes privadas, que você controla quem pode ver suas publicações. Mesmo assim, tenha o cuidado de não colocar fotos de boa qualidade (que podem ser utilizadas em montagens com outros fins, como pornografia infantil), elementos que indiquem endereços e localização como uniformes de colégios, escolas ou de outras atividades, e jamais dê detalhes de onde vai estar com eles. Tenha cuidado, a internet pode te ajudar, mas também pode te prejudicar.

EXPERIÊNCIAS

Um dos pontos mais importantes do seu perfil. É aqui que você vai descrever suas experiências profissionais. Quando digo descrever, é descrever MESMO! Aqui quanto mais informação melhor. Conte sobre sua função, seus resultados, a quem você se reportava, tamanho da equipe, projetos que participou, responsabilidades, tempo de trabalho.

Ao digitar o nome de sua empresa, espere que o LinkedIn carregue as opções e vincule a empresa à sua experiência.

Adicione fotos que provem o seu trabalho neste local, mas nunca carregue fotos de documentos, informações confidenciais ou de pessoas que não te deram autorização. Fotos de trabalhos realizados, projetos e prints de tela com informações relevantes são bem-vindas.

PERFIL EM VÁRIOS IDIOMAS

Você sabia que pode criar o seu perfil em vários idiomas? Sim, isso é possível e ajuda MUITO no momento de provar suas habilidades linguísticas e para que facilite que empregadores internacionais te encontrem e possam entender o seu perfil. Uma dica valiosa: NÃO crie um perfil em um idioma que você não domina! Isso é o mesmo que uma pessoa chegar para uma entrevista em um restaurante e levar facas de sushi, tábua para fazer sushi, um livro de como preparar sashimis e rolls, e não saber fazer nenhuma comida japonesa.

EXPERIÊNCIA COM TRABALHOS VOLUNTÁRIOS

Sabe aquele texto que você fez antes de montar o seu perfil? Ali você deve ter escrito sobre suas experiências com voluntariado. Se não escreveu, escreva, depois resuma e coloque aqui. O LinkedIn tem uma parte separada para esse tipo de experiência, que é muito valorizada no mercado de trabalho. Lembre-se de detalhar atividades e resultados.

COMPETÊNCIAS E RECOMENDAÇÕES EM DESTAQUE

São palavras-chave (tags) que você escolhe para definir o tipo de profissional que você é e as habilidades que te diferenciam, as suas habilidades mais fortes. Aqui você pode colocar habilidades “hard” e “soft”. Dominar o Excel é uma habilidade “hard”, e “empatia” é uma soft, por exemplo. Prefira as que te caracterizam melhor primeiro, pois o LinkedIn mostra essas palavras-chave na ordem que você as coloca. É possível reorganizá-las alterando sua ordem sempre que quiser. As suas conexões (seus amigos no LinkedIn) poderão vê-las e recomendá-las, como se fosse um “like”.O número de pessoas que te recomenda por aí é visível para as suas conexões.

RECOMENDAÇÕES

As recomendações no LinkedIn são muito bem vistas pelos profissionais que visitam seu perfil. Nelas as pessoas podem ver quem recomendou o seu trabalho, em que época vocês trabalharam juntos e em que ela trabalha atualmente. Você não precisa, no entanto, esperar que alguém te recomende porque acordou com vontade de fazer isso. Peça recomendações de pessoas que podem falar do seu trabalho com categoria e propriedade, e que de fato possam falar com profundidade sobre você.

Não é interessante que você tenha muitas recomendações, é muito mais importante “aquela” recomendação, sabe? Uma que venha de alguém importante em seu processo de crescimento profissional e que tenha acompanhado de perto o seu trabalho e o seu desenvolvimento.

ATENÇÃO: Recomendações meramente pessoais NÃO são bem-vindas! Não peça a seus amigos ou parentes que te recomendem como “gente boa”, “um grande amigo”, “melhor filho do mundo” ou porque o seu namorado acha que você é o melhor vendedor que ele já viu. Fuja de recomendações que vêm muito de perto e que te descrevem apenas de maneira pessoal.

RECOMENDAR ALGUÉM

Aqui vale o mesmo critério do ponto anterior. Não recomende pessoas que você realmente não queira recomendar, não diga coisas superficiais e genéricas a seu respeito nem recomende familiares e amigos apenas pela proximidade. Sua palavra vale muito, e se você pode ajudar alguém com sua recomendação, faça isso com muita atenção e cuidado. Diga como vocês se relacionavam, quais os pontos fortes da pessoa, como ela agregava valor para o trabalho/empresa, como essa pessoa contribuía para o ambiente de trabalho. Se existe algum ponto específico do trabalho dessa pessoa que deva ser destacado, diga clara e brevemente o que é, como algum talento, algum reconhecimento público, algo que o diferencia.

CONQUISTAS

Esse é o lugar para detalhar suas conquistas, prêmios, certificados, e outras vitórias. Aproveite para contar sobre seus certificados em outros idiomas, seu reconhecimentos profissionais e pessoais! É válido colocar a vitória em um campeonato de robótica da universidade, de uma competição de redação, um certificado de Primeiros Socorros ou ter tido algum cargo em algum grupo relevante. Mostre o que você conquistou na vida!

INTERESSES

Os seus interesses são basicamente as pessoas e empresas que você segue, os grupos de discussão dentro do LinkedIn e as instituições de ensino. Você pode seguir ou deixar de seguir quem você quiser, e as pessoas podem ver quem você segue, ou seja, quais são seus “interesses”. Por isso, cuidado ao seguir muitos grupos ou pessoas, e também cuidado ao seguir o que não é do seu interesse profissional (nunca é demais lembrar que essa é uma rede profissional, não para adicionar seus amigos e publicar sua vida na academia ou em festas, caso isso não seja o seu trabalho, obviamente).

CONCLUSÃO

Não misture interesses religiosos, políticos, esportivos e outros que são de cunho meramente pessoal no LinkedIn. A não ser que esse seja o seu trabalho, essas preferências não influem em nada em suas qualidades profissionais, por isso prefira guardá-las para você. Tenha isso como regra: se não te faz um melhor profissional, não coloque em seu currículo! Isso vale para o LinkedIn, que de certa forma, pode ser visto como um currículo.

Lembre-se:

  • Escreva sobre você ANTES de criar ou atualizar seu perfil.
  • Resuma o que você escreveu para não adicionar informações desnecessárias ou com textos muito longos.
  • Não coloque fotos de amigos, parentes, festas ou o que quer que seja que não esteja diretamente relacionado ao seu trabalho. Fotos de boa qualidade, por favor!
  • Vincule suas experiências profissionais às páginas das empresas e adiciones fotos e links que comprovem o seu trabalho.
  • Somente peça e faça recomendações escritas de alta relevância. Não peça nem recomende pessoas apenas por características pessoais ou proximidade.
  • Não tenha medo de falar sobre suas conquistas!
  • Se não te faz um melhor profissional, não coloque em seu currículo.

No próximo artigo falarei mais sobre as funcionalidades do LinkedIn e mostrarei alguns guias passo-a-passo para que você possa aplicar todas essas dicas e ter um perfil matador e se diferenciar da concorrência na hora de se candidatar para um emprego. Conte-nos o que você gostaria de ver no próximo artigo sobre o LinkedIn!

* Guilherme Guedes é analista internacional e colaborador do What’s Rel?

LEIA A PARTE 2 – UTILIZANDO O LINKEDIN COMO UM PROFISSIONAL VIA DESKTOP: SEJA UM CAMPEÃO DE OPORTUNIDADES NA PLATAFORMA

Leia também:

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here