Experiência versus Primeiro Emprego. Como resolver esse problema?

Se você ainda não conseguiu o seu primeiro emprego, a gente te ajuda a melhorar o currículo e a causar uma boa impressão na hora da entrevista com algumas dicas. Vamos a elas?

0
310
Lembre-se de que todas as pessoas bem sucedidas que você conhece ou já ouviu falar tiveram que começar de algum lugar.

Para conseguir um emprego é necessário ter experiência. Porém, para ter experiência é preciso ter um trabalho. Como resolver esse problema? Como conseguir o primeiro emprego?

Esse é um ciclo infinito que ocorre no início na vida profissional de muita gente e, claro, causa muita insegurança e incerteza. Mas calma! Se você ainda não conseguiu o seu primeiro emprego, a gente te ajuda a melhorar o currículo e a causar uma boa impressão na hora da entrevista com algumas dicas. Vamos a elas?

  • No primeiro contato com uma empresa não peça desculpas por não ter experiência, nem se desmereça por nunca ter tido um emprego;
  • Em sua apresentação, fale pontos positivos sobre você. Faça o recrutador esquecer que não tem experiência profissional, mostre suas qualidades que valem a pena e que ultrapassem o fato de ser seu primeiro possível emprego;
  • Crie oportunidades. A faculdade tem diversos recursos para os estudantes terem o primeiro contato com o a responsabilidade de um emprego. Busque por iniciações científicas, centro acadêmico, monitoria, fale em público, com isso você adquira novos conhecimentos e treina suas habilidades;
  • Faça algo empreendedor. Busque você mesmo coisas que podem agregar a sua vida de estudo e profissional; inicie um projeto na sua faculdade e chame seus amigos para participarem, como um blog de um assunto do seu curso, por exemplo.

Lembre-se de que todas as pessoas bem sucedidas que você conhece ou já ouviu falar tiveram que começar de algum lugar.

Mas se me perguntarem sobre meus pontos negativos?

Nos currículos, os candidatos botam apenas os seus positivos e vitórias, porém, na hora da entrevista de emprego, o recrutador gosta de descobrir o que não está escrito no papel, e uma das perguntas clássicas é: “quais são seus pontos negativos?”. Trata-se de uma maneira de testar como você se autoavalia e lida com seus erros. Não fique nervoso quando essa pergunta for feita. Aproveite o momento para falar um ponto fraco que conseguiu superar em alguma situação e que te fez crescer.

Porém, tome cuidado com dois tipos de respostas. 1) Com a negativa/positiva: “eu sou extremamente organizada”. Isso não soa sincero, então passe longe dessa resposta. Outra: 2) Quando a resposta mostra ao entrevistador que você não será capaz de fazer bem o seu trabalho: “eu começo projetos e não consigo terminar”. No lugar disso, pense em alguma situação a qual um professor ou chefe te deu um feedback em pontos que deveriam melhorar e conte como você aprendeu e melhorou esses pontos. Diga coisas como “eu constantemente treino minha escrita depois que tive um feedback negativo sobre meus textos” ou “Eu entrei em um curso de Excel avançado após um trabalho que não estava bem executado.”

Com a resposta certa, você mostra ao recrutador não apenas seus pontos negativos, mas também que é uma pessoa flexível e que busca melhorar em diferentes áreas.

E aí, ajudou? 😉

Leia também:  “Fale mais sobre você” e outras situações comuns em uma entrevista de emprego

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here